30/
Jan
Animais de estimação poderão visitar donos internados em hospital

Quem tem animal de estimação em casa sabe o quanto é difícil ficar longe por longos períodos. Por conta disso, vários estabelecimentos já estão abrindo as portas para os pets e permitindo que eles acompanhem os donos em bares, lanchonetes, shoppings e até pousadas para que possam curtir juntinhos os momentos de lazer. 

 

E agora, que os bichinhos são considerados integrantes de muitas famílias, não é só em momentos de diversão que eles podem ficar pertinhos dos donos. Para proporcionar um pouco de alegria aos pacientes, um hospital particular da Serra iniciou um projeto de humanização para permitir que eles recebam a visita de seus animais de estimação. 

 

O pequeno Nick, da raça Shitzu, foi um dos privilegiados com o projeto e foi levado para matar a saudade da dona, internada em decorrência de avançado estágio de tumor cerebral. O encontro emocionou familiares, funcionários e pacientes que assistiram o momento. 

 

A psicóloga do Vitória Apart Hospital, Julia Arruda, foi quem pensou no projeto. Segundo ela, a visita pet foi pensada há mais de um ano e só agora pode ser viabilizado. Ela reforça que a visita favorece a autonomia do paciente e reduz o impacto e estresse gerados pela hospitalização, além de aliviar o sofrimento do paciente. 

 

"A visita do animal de estimação pode favorecer a autonomia do paciente, no que tange a escolha e cumprimento de um desejo em caso de terminalidade. Promovendo o desvio do olhar para além da doença, como forma de resgate da subjetividade e de suas referências. A visita pet pode atenuar sentimentos de isolamento, reduzir o impacto e estresse gerados pelo adoecimento/hospitalização, aliviar o sofrimento e estimular a troca de carinho", explica. 

 

A especialista ainda afirma que não são todos os pacientes que possuem indicação para a visita e que outros critérios precisam ser analisados antes da autorização. "Nós fazemos uma avaliação junto a equipe a partir da demanda do paciente. Não são todos os paciente que possuem a indicação, pois existem critérios da instituição nessa liberação, como por exemplo: paciente em estágio avançado de adoecimento e período prolongado de internação. Depois de avaliado o pedido do paciente e autorizada por toda a equipe, é necessário que o familiar providencie o laudo do veterinário comprovando as boas condições de saúde, carteira de vacinação em dia, banho no pet shop no dia da visita, é preciso que esteja em uma caixa própria para o transporte e é importante que na visita o animalzinho esteja com a fralda, para evitar que faça necessidades no ambiente hospitalar. Após essas medidas será combinado o dia e horário de disponibilidade da equipe do hospital", conclui. 

 

Fonte: Folha Vitória