OPERADORA DE SAÚDE DEMITE MÉDICO E PRESSIONA POR USO DE CLOROQUINA PARA COVID-19.

OPERADORA DE SAÚDE DEMITE MÉDICO E PRESSIONA POR USO DE CLOROQUINA PARA COVID-19.

‘Nos dispensaram por não prescrever cloroquina contra a covid-19’: médicos acusam operadora de saúde ‘.

Segundo noticia a BBC News, um dos coordenadores da Hapvida critério imposto aos médicos à prescrição da hidroxicloroquina, sob a ameaça de serem substituídos nos plantões.

Pois é. Em casos assim, deve o médico argumentar que não cabe à Operadora ou a Instituição de Saúde interferir em sua autonomia técnica.

Essa intervenção abusiva na prescrição médica deve ser denunciada ao Conselho Reginal de Medicina, pois capaz de causar prejuízo ao próprio paciente.

Estabelece o Código de Ética Médica que é direito do médico:

A) Indicar o procedimento adequado ao paciente, observadas as práticas cientificamente reconhecidas e respeitada a legislação vigente.

B) Apontar falhas em normas, contratos e práticas internas das instituições em que trabalho quando como indignas julgar do exercício da profissão ou prejudiciais a si mesmo, ao paciente ou a terceiros, devendo dirigir-se, casos, aos órgãos competentes e, obrigatoriamente , à Comissão de Ética e ao Conselho Regional de Medicina de sua jurisdição.

Lembremos, enfim, that Medical also has DIREITOS, sendo um dos mais importantes o exercício livre de sua atuação, especialmente no tocante às prescrições (cientificamente reconhecidas) que entendemos mais especificamente ao seu paciente.

Deixe uma resposta